Resumo de hoje 20/03 – Coronavírus

0
238

O vírus que parou o mundo avança, a transmissão já é comunitária em todo o Brasil e as projeções não são boas. Há 11 mortes pelo coronavírus no país e os casos passam dos 900Calamidade públicadecretada por videoconferência, pela 1ª vez na história brasileira. Na Itália, o pior diadesde o início da pandemia: 627 mortes em 24 horas. Os alertas para evitar a automedicação. As medidas para frear o contágio mudam a rotina e esvaziam lugares públicos. E um guia para você aproveitar o final de semana dentro de casa. Mas antes, três coisas para não esquecer

  • Lave as mãos
  • Não toque o rosto
  • E de novo: fique em casa

Transmissão comunitária

A preocupação aumentou em Brasília com a pandemia de coronavírus. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, declarou que o vírus já circula em todo o território nacional. A partir de agora, as regras mais rigorosas de atendimento em postos de saúde e de isolamento valem para todo o país. O total de casos subiu 45% em um dia, e já são 904. O número de mortes também aumentou para 11, após SP confirmar mais 4 óbitos. No RJ, os casos saltaram de 75 para 109

Curva preocupante

Estimativa de crescimento da Covid-19 no Brasil — Foto: Eduardo Pierre/G1
Estimativa de crescimento da Covid-19 no Brasil — Foto: Eduardo Pierre/G1

O ministro prevê que os casos vão disparar em abril e cair em setembro, o que deve fazer o sistema de saúde brasileiro entrar em colapso. Um estudo com universidades do Brasil, EUA e Alemanha mostra que o ritmo de contágio por aqui está igual ao da Itália e aumentando

Dia letal na Itália

A Itália voltou a bater um recorde trágico. Foram 625 mortes no pior dia desde o início da pandemia. Já são mais de 4 mil vítimas no país em 47.021 casos. O país é o 2º do mundo com mais idosos, que são mais afetados pela Covid-19. 

Calamidade de pública

O Senado Federal realiza nesta sexta-feira, 20, sua primeira votação remota nos 196 anos de sua história. Os parlamentares não estarão no plenário, para evitar contato e a propagação da Covid-19. O único item da pauta do Plenário será projeto de decreto legislativo (PDL 88/2020) que reconhece que o país está em estado de calamidade pública em razão da pandemia global causada pelo coronavírus. — Foto: SERJÃO CARVALHO/ESTADÃO CONTEÚDO
O Senado Federal realiza nesta sexta-feira, 20, sua primeira votação remota nos 196 anos de sua história. Os parlamentares não estarão no plenário, para evitar contato e a propagação da Covid-19. O único item da pauta do Plenário será projeto de decreto legislativo (PDL 88/2020) que reconhece que o país está em estado de calamidade pública em razão da pandemia global causada pelo coronavírus. — Foto: SERJÃO CARVALHO/ESTADÃO CONTEÚDO

Depois da Câmara, o Senado aprovou o decreto de calamidade pública no Brasilpor causa do coronavírus. Com isso, o governo pode ampliar os gastos e descumprir a meta que limita o rombo nas contas públicas. Pela 1ª vez, a votação entre os senadores foi remota, uma medida para evitar a transmissão do vírus. O presidente do Congresso, Davi Alcolumbre, e outros dois senadores estão com a Covid-19. 

Nada de automedicação

Pacientes com doenças reumáticas, auto-imunes e malária estão sofrendo para encontrar medicamentos com substâncias que ainda estão sendo testadas para tratar a Covid-19. Alguns desses remédios, como a hidroxicloroquina, sumiram das farmácias por causa de uma corrida irresponsável às prateleiras. Por isso, a Anvisa restringiu a venda dessas drogas e fez um alerta sobre os riscos da automedicação. 

Rotina transformada

Passageiros sentam entre assentos marcados com um X vermelho para respeitar o distanciamento social, uma das medidas contra o coronavírus adotadas em Palembang, Sumatra do Sul, na Indonésia — Foto: Abdul Qodir/AFP
Passageiros sentam entre assentos marcados com um X vermelho para respeitar o distanciamento social, uma das medidas contra o coronavírus adotadas em Palembang, Sumatra do Sul, na Indonésia — Foto: Abdul Qodir/AFP

O isolamento social para conter a pandemia do novo coronavírus está transformando nossos hábitos e as cidades pelo mundo. O rigor da distância de segurança em filas e nos transportes para evitar o contágio, o convívio com vizinhos pelas varandas e lojas fechadas são o retrato da conscientização e da adaptação. Veja essa galeria de fotos

Na maior cidade do país, apenas serviços essenciais estão funcionando a partir de hoje. Mas ao longo da semana foi possível notar o impacto das medidas de prevenção, com ruas evidentemente vazias. Veja o antes e depois

Respire fundo

A crise do coronavírus está gerando estresse na população. As pessoas estão preocupadas com a saúde, com os idosos, com os empregos, a vida social, a economia. No entanto, é importante não deixar de fora os cuidados com a saúde mental em meio a essa crise. Veja aqui 6 dicas da OMS para controlar o estresse e a ansiedade. 

Guia da quarentena

Chris Igreja, 29, ensina ioga pela internet — Foto: Reuters/Pilar Olivares
Chris Igreja, 29, ensina ioga pela internet — Foto: Reuters/Pilar Olivares

É sexta-feira, e a busca por opções para curtir o final de semana sem sair de casa aumenta diante do avanço do coronavírus e das recomendações de quarentena e isolamento social. Com cinemas, teatros, museus e casas de show fechados, a gente preparou um guia para curtir tudo isso no sofá

Tem show online, tour virtual, cursos e muito streaming, com conteúdo para todos os gostos. Há ainda uma lista de 15 games que podem ajudar a passar o tempo e até afastar a solidão. E aqui uma lista de receitas de chefs de cozinha para você caprichar no almoço de domingo. 

E nunca é demais lembrar que fazer exercícios é importante para fortalecer o sistema imunológico. E com as academias fechadas, educadores físicos dão dicas de como se exercitar dentro de casa.

G1

Deixe seu comentário