Vídeo mostra o momento exato em que barragem da Vale se rompe em Brumadinho

0
164

Imagens mostram momento do rompimento de barragem em Brumadinho

Uma câmera de segurança registrou o momento exato em que a Barragem 1 da Mina Córrego do Feijão, da Vale, se rompeu em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As imagens a que a TV Globo teve acesso foram cedidas pela mineradora a autoridades que investigam a tragédia.

Em nota divulgada nesta sexta-feira (1º), a Vale informa que disponibilizou as imagens às autoridades um dia depois do rompimento da barragem – o que aconteceu em 25 de janeiro – e que não divulga vídeos da ocorrência “para não prejudicar as investigações e, sobretudo, em respeito aos atingidos e familiares” (leia a íntegra abaixo).

Eram 12h28min25s de sexta-feira (25) quando a parte inferior do reservatório começou a ceder e liberou uma avalanche devastadora de rejeitos de mineração.

Em três minutos, tudo que estava abaixo da barragem foi completamente engolido pela lama, ao longo de uma distância de quilômetros.

Rapidamente, o “tsunami” destruiu parte do centro administrativo e do refeitório da Vale, máquinas de mineração, trem, uma ponte, casas, pousadas e currais. A vegetação e rios foram atingidos.

O mar de lama causou uma tragédia humana.

Boletim: imagens exclusivas mostram exato momento do rompimento da barragem em Brumadinho

Boletim: imagens exclusivas mostram exato momento do rompimento da barragem em Brumadinho

Boletim: imagens exclusivas mostram exato momento do rompimento da barragem em Brumadinho

Números da tragédia

ACOMPANHE ATUALIZAÇÕES NA COBERTURA AO VIVO

Veja vídeo de outra câmera

Um outro vídeo também flagrou a onda descendo pela mina. Primeiro, aparece uma poeira do lado esquerdo da imagem – ela sobe e se alastra. Depois, vem a lama.

Ao centro centro, veem-se uma estrutura da Vale, veículos e alguns funcionários da mineradora. Condutores de um veículo branco e de uma máquina tentam escapar, mas são cercados pelo mar de lama e somem.

Imagens mostram árvores e postes caindo com o estouro da barragem em Brumadinho

Imagens mostram árvores e postes caindo com o estouro da barragem em Brumadinho

Imagens mostram árvores e postes caindo com o estouro da barragem em Brumadinho

Câmera mostra outro ângulo do momento em que barragem estoura em Brumadinho

Câmera mostra outro ângulo do momento em que barragem estoura em Brumadinho

Câmera mostra outro ângulo do momento em que barragem estoura em Brumadinho

Boletim: Vídeo mostra o momento exato em que barragem da Vale estoura em Brumadinho

Boletim: Vídeo mostra o momento exato em que barragem da Vale estoura em Brumadinho

Boletim: Vídeo mostra o momento exato em que barragem da Vale estoura em Brumadinho

Leia, abaixo, a íntegra da nota da Vale:

“A Vale disponibilizou todas as imagens das câmeras de segurança às autoridades um dia após o rompimento da Barragem I, em Brumadinho [que aconteceu em 25 de janeiro].

Para não prejudicar as investigações e, sobretudo, em respeito aos atingidos e seus familiares, a Vale esclarece que não divulga vídeos com imagens do rompimento da Barragem”.

Veja o posicionamento das câmeras se segurança que registraram o rompimento de barreira da Vale em Brumadinho (MG) — Foto: Alexandre Mauro/G1

Veja o posicionamento das câmeras se segurança que registraram o rompimento de barreira da Vale em Brumadinho (MG) — Foto: Alexandre Mauro/G1

Buscas

Tragédia em Brumadinho: animação mostra ponto a ponto deslocamento do mar de lama

Tragédia em Brumadinho: animação mostra ponto a ponto deslocamento do mar de lama

Os corpos resgatados até o momento em Brumadinho estavam em regiões superficiais. A partir de agora, o trabalho das equipes de resgate dependerá de escavação. A operação precisará da estabilização do solo, o que deve torná-la mais lenta.

Desde sábado (26), não são achados sobreviventes. Para os bombeiros, é muito pequena a possibilidade de achar alguém vivo em meio ao mar de lama.

Nesta quinta, o porta-voz dos bombeiros afirmou: “Nós próximos dias, com certeza o número de corpos [encontrados] aumentará. Entretanto, a velocidade de avanço diminui, porque o trabalho é mais minucioso”.

Raio-X da cidade de Brumadinho — Foto: Karina Almeida/G1

Raio-X da cidade de Brumadinho — Foto: Karina Almeida/G1

Detalhes sobre as barragens da Vale no Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG)  — Foto: Juliane Souza/G1

Detalhes sobre as barragens da Vale no Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG) — Foto: Juliane Souza/G1

Caminho da lama: veja por onde passaram os rejeitos da barragem rompida em Brumadinho (MG)  — Foto: Betta Jaworski e Alexandre Mauro/G1

Caminho da lama: veja por onde passaram os rejeitos da barragem rompida em Brumadinho (MG) — Foto: Betta Jaworski e Alexandre Mauro/G1

Deixe seu comentário